Book Chapter

2019

  • Brás, J., & Gonçalves, N. (2019). Escola nova como um novo jogo de relações de saber-poder. In Ernesto Martins (Eds.). António S. Faria de Vasconcelos nos meandros do movimento da escola nova: pioneiro da educação do futuro. Castelo Branco: Edição da Camara Municipal de Castelo Branco, pp. 359-373.
  • Carita, A., Cau, M., Mofate, O., & Duarte, R. (2019). Teacher Training in Mozambique. In: K. G. Karras – C.C. Wolhuter (Eds.). International Handbook of Teacher Education Worldwide – Revised and Augmented Edition. Nicosia: HM Studies and Publishing, pp. 511-531.
  • Costa, M., & Sanches, I. (2019) (no prelo). As práticas do Docente de Educação Especial: um contributo para o seu estudo. Seminário Internacional “Educação Inclusiva – Atitudes que transformam”. Lisboa: Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias.
  • Craveiro, C., Silva, B, Friães, R., Lino, D., & Parente, C. (2019). The role of practicum for early childhood teacher education: the perspectives of student teachers. In 11th annual International Conference of Education, Research and Innovation, Proceedings of ICERI 2018, pp. 3352-3360. doi: 10.21125/iceri.2018.1746.
  • Estrela, E. (2019). A formação de professores num quadro de flexibilização curricular: contributos para um novo modelo de formação contínua. In: M. Alves & C. Lagartixa (Eds.). Formação Contínua de Professores: Impactes e Perspetivas. Lisboa: Edições Universitárias Lusófonas.
  • Estrela, E. (2019). The two faces of the same coin. National and individual refraction in curriculum policies in Portugal. In M. Delgado, I. Goodson & G. McCulloch (Eds.). Transnational Perspectives on Curriculum History. London: Routledge.
  • Estrela, E., & Costa, C. (2019). Reflections on territorial capacity – the interplay between education and understanding and acting in the urban fabric. In M. Menezes & C. S. Costa (Eds.). Neighbourhood & City – Between digital and analogue perspectives. Lisboa: Edições Universitárias Lusófonas. pp.25-34.
  • Figueira, E. (2019). “Avaliação de Impacte da Formação Contínua de Formadores”. In: “Impactes e Perspetivas da Formação Contínua de Professores e Formadores”. Lisboa: CeiED.
  • Figueira, E. (2019). Capital Social e o Processo de Participação da Comunidade Local no Desenvolvimento do seu Território. In: José Fialho Feliciano (Ed.). Economia Social e Solidária. Desafios e Sustentabilidade das Organizações, Lisboa: CIPES.
  • Figueira, E., & Alves, M. (2019). Avaliação do Impacte da Formação Contínua de Professores nas Suas Práticas: Modelos e Metodologias. In: Libro de capítulos del 6th International Congress of Educational Sciences and Development, cap. 44.
  • Gil, R., & Sanches, I. (2019) (no prelo). Desafios da Educação para o Século XXI. O projeto-piloto de inovação pedagógica na promoção do sucesso escolar de todos. Seminário Internacional “Educação Inclusiva – Atitudes que transformam”. Lisboa: Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias.
  • Ioannidis, K., & Smaniotto Costa, C. (2019). Digital Hybrids – Between Tool and Methods: An Introduction and Overview. In Smaniotto Costa, C. et al. (Eds.) (2019). CyberParks – The Interface Between People, Places and Technology – New Approaches and Perspectives. Springer, Series: Information Systems and Applications.
  • Madanian, S., & Smaniotto Costa, C. (2019). Analysing traditional orchards as potential for greenbelt planning in the city of Qazvin, Iran. In: Menezes, M. & Smaniotto Costa, C. (Eds.) (2019). Neighbourhood & City – Between digital and analogue perspectives. Lisbon: Edições Universitárias Lusófona, pp. 355-364.
  • Menezes, M., & Smaniotto Costa, C. (Eds.) (2019). Neighbourhood & City – Between digital and analogue perspectives. Lisbon: Edições Universitárias Lusófona.
  • Menezes, M., Arvanitidis, P., Smaniotto Costa, C., Weinstein, Z. (2019). Teenagers’ Perception of Public Spaces and Their Practices in ICTs Uses. In: Smaniotto Costa, C. et al. (Eds.) (2019). CyberParks – The Interface Between People, Places and Technology – New Approaches and Perspectives. Springer, Series: Information Systems and Applications.
  • Oliveira, M., Craveiro, C., & Silva, B. (2019). Formação de educadores de infância: perceção de estudantes sobre a sua formação. In Conhecimentos e Saberes da Psicopedagogia Clínica e Institucional. Ponta Grossa (PR): Atena Editora, pp. 127-135. DOI: 10.22533/at.ed.039190402. 
  • Oliveira, M., Craveiro, C., & Silva. B. (2019). Formação de Educadores de Infância: Perceção de estudantes sobre a sua formação. In: Picaglie, G. B., & Oliveira, A. C. (Ed.). Conhecimentos e saberes da psicopedagogia clínica e institucional. Ponta Grossa: Atena Editora, pp. 127-136.
  • Pinto da Costa, E. (2019). Mediação escolar: abordagem avaliativa de um modelo de alcance amplo. In: B. Picaglie; A. C. Oliveira (Orgs.). Conhecimentos e saberes da psicopedagogia (pp. 28-38). Ponta Grossa: Atena Editor. DOI 10.22533/at.ed.0391904024 https://www.atenaeditora.com.br/wp-content/uploads/2019/02/Conhecimentos-e-Saberes-da-Psicopedagogia-Cl%C3%ADnica-e-Institucional.pdf
  • Pinto da Costa, E., & Sá, S. (2019) (no prelo). Experimentar a Mediação de Conflitos em contexto escolar: perceção dos educadores e professores da educação pré-escolar ao 2º ciclo do ensino básico. Atas do XIV Congresso SPCE. Coimbra: Universidade de Coimbra.
  • Pinto da Costa, E., & Sá, S. (2019). Teacher Narratives on the Practice of Conflict Mediation. A. Costa; L. Reis & A. Moreia (Eds.), Computer Supported Qualitative Research. WCQR2018. Advances in Intelligent Systems and Computing, vol. 861, pp. 156-169. Springer: Cham. DOI: https://doi.org/10.1007/978-3-030-01406-3_14. https://link.springer.com/chapter/10.1007/978-3-030-01406-3_14
  • Reichwein, S., Smaniotto Costa, C., & Westerholt, D. (2019). Fostering biodiversity in densely built-up areas. A contribution to the debate on research needs. In Menezes, Marluci & Smaniotto Costa, Carlos (Eds.) (2019). Neighbourhood & City – Between digital and analogue perspectives. Lisbon: Edições Universitárias Lusófona, pp. 167-184.
  • Rézio, A. (2019). Três perspetivas inovadoras: dicionários, contos e jogos. Encontro Inovação no Ensino da Matemática e das Ciências. Santarém: Escola Superior de Educação de Santarém.
  • Sanches, I. (2019) (Ed.) (ebook no prelo). Educação Inclusiva: atitudes que transformam. Lisboa: Edições Universitárias Lusófonas.
  • Silva, M. (2019) (no prelo). Utilização de edulcorantes em alimentos consumidos por crianças e jovens. Trabalho apresentado em IX Encontro de Investigação e II Encontro internacional de Investigação do Centro de Investigação e Publicações, In: Livro de resumos do IX Encontro de Investigação e II Encontro Internacional de Investigação do Centro de Investigação e Publicações. ESE: Lisboa (9 e 10 de abril).
  • Smaniotto Costa, C. (2019). O acesso ao espaço público urbano como indicador de inclusão e equidade social. In Menezes, M., & Smaniotto Costa, C. (Eds.) (2019). Neighbourhood & City – Between digital and analogue perspectives. Lisbon: Edições Universitárias Lusófona, pp. 137-150.
  • Smaniotto Costa, C., & Šuklje Erjavec, I. (2019). The Rationale of CyberParks and the Potential of Mediated Public Open Spaces. In Smaniotto Costa, C. et al. (Eds.) (2019): CyberParks – The Interface Between People, Places and Technology – New Approaches and Perspectives. Springer, Series: Information Systems and Applications LNCS 11380, 3-13. Doi: 10.1007/978-3-030-13417-4_1.
  • Smaniotto Costa, C., Šuklje Erjavec, I., Kenna, T., de Lange, M., Ioannidis, K., Maksymiuk, G., de Waal, M. (Eds.) (2019). CyberParks – The Interface Between People, Places and Technology – New Approaches and Perspectives. Cham: Springer, Series: Information Systems and Applications LNCS 11380.
  • Synnes, K., Artopoulos, G., Smaniotto Costa, C., Menezes, M., & Redaelli, G. (2019). CyberParks Songs and Stories – Enriching Public Spaces with Localized Culture Heritage Material such as Digitized Songs and Stories. In Smaniotto Costa, C. et al. (Eds.) (2019). CyberParks – The Interface Between People, Places and Technology – New Approaches and Perspectives. Springer, Series: Information Systems and Applications LNCS 11380, 224-237.
  • Teodoro, A., Galego, C. & Fraga, N. (2019). Teaching Comparative Education in Portugal. In M. A. Peters (ed.). Encyclopedia of Teacher Education. Singapore: Springer. DOI:  Available here.

2018

  • António, A. (2018). Critical Discourse Analysis: between Journalism and Education. In A. P. Costa (Ed.). Abstracts Book of the 3rd World Conference on Qualitative Research, Lisboa, 2.
  • Artopoulos, G., Synnes, K., Bahillo, A., Smaniotto Costa, C., Rebernik, N. (2018). Use of Data Analytics for Enriching Public Spaces with Unique Experiences of Localised Cultural Heritage Content. In Carsten Busch, Christian Kassung & Jürgen Sieck (Eds). Kultur and Informatik: Hybrid Systems. Glückstadt: VWG, 99-112
  • Benavente, A. (2018). O que investigar em Educação? In A. Teodoro (Ed.). O outro lado do espelho: percursos de investigação (CeiED 2013-2017). Lisboa: Edições Universitárias Lusófona, pp. 13-26.  
  • Brás, J., & Gonçalves, M. (2018). Da tradição à inovação curricular da Escola Nova. In Carla Galego, Maria Manuel Ricardo & António Teodoro (Eds.), A Educação Comparada para além dos números: contextos locais, realidades nacionais, processos transnacionais. Lisboa: Edições Universitárias Lusófonas, pp. 103-109.
  • Brás. J., & Gonçalves, M. (2018). O Imaginário educacional no Jornal Academia Portuguesa (1932-1933). In José María Hernández Díaz (Ed.). Prensa Pedagógica, Mujeres, Niños, Sectores populares y otros fines educativos. Salamanca: Ediciones Universidad Salamanca, pp. 153-168.
  • Correia, A., Fernandes, C., & Maia, J. (2018). Attitudes and self-beliefs of ability towards mathematics and science and their effects on career choices: A case study with Macau Chinese girls. In António Teodoro (Ed.), Behind mirrors: Research pathways (CeiED 2013-2017). Lisboa: Edições Universitárias Lusófonas, pp. 190-201.
  • Craveiro, C. (2018). Formação inicial de educadores de infância: realidade e identidade profissional em análise. In A. Teodoro (Ed.). O Outro lado do espelho: percursos de investigação (CeiED 2013-2017). Lisboa: Edições Universitárias, pp. 214-229.
  • Galego, C. (2018). Políticas educativas e ensino superior. A análise da internacionalização no contexto de trabalho da profissão académica em Portugal. In A. Teodoro (Ed.), O outro lado do espelho: percursos de investigação (CeiED 2013-2017). Lisboa: Edições Universitárias Lusófona, pp. 155-175.
  • Gomes, M., Neves, I., & Silva, B. (2018). Qualidade na educação de infância através do envolvimento parental – Projeto EQuaP. In: Teodoro, A. (Ed.). O outro lado do espelho: percursos de investigação (CeiED 2013-2017). Lisboa: Centro de Estudos e Intervenção em Educação e Formação (CEIEF) Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, pp. 230-238.
  • Martins, E. (2018). A ação de Faria de Vasconcelos no âmbito da orientação profissional/escola no IOP. In: E.C. Martins (Ed.) António S. Faria de Vasconcelos nos meandros do movimento da escola nova: Pioneiro da educação do futuro. Castelo Branco: Publ. Câmara Municipal de Castelo Branco/Várzea da Rainha Impressores, pp. 329-348.
  • Martins, E. (2018). A perspetiva da pedagogia contemporânea em Faria de Vasconcelos e as tendências educativas geradas pela Escola Nova. In: E.C. Martins (Ed.) António S. Faria de Vasconcelos nos meandros do movimento da escola nova: Pioneiro da educação do futuro. Castelo Branco: Pub. Câmara Municipal de Castelo Branco/Várzea da Rainha Impressores, pp. 505-533.
  • Martins, E. (2018). Faria de Vasconcelos na esteira de G. Rouma na (re)organização da educação pública boliviana: Das ideias da Escola Nova à formação de professores. In: E.C. Martins (Ed.) António S. Faria de Vasconcelos nos meandros do movimento da escola nova: Pioneiro da educação do futuro. Castelo Branco: Pub. Câmara Municipal de Castelo Branco/Várzea da Rainha Impressores, pp. 551-581.
  • Martins, E. (2018). Faria de Vasconcelos por Terras de Além-Mar latinoamericanao: Da pluralidade à defesa e promoção das culturas locais bolivianas numa interculturalidade emancipatória. In: E.C. Martins (Ed.) António S. Faria de Vasconcelos nos meandros do movimento da escola nova: Pioneiro da educação do futuro Castelo Branco: Pub. Câmara Municipal de Castelo Branco/Várzea da Rainha Impressores, pp. 629-640.
  • Martins, E. (2018). Influxos do naturalismo pedagógico, do pragmatismo e do social na escola nova e em Faria de Vasconcelos. In: E.C. Martins (Ed.). António S. Faria de Vasconcelos nos meandros do movimento da escola nova: Pioneiro da educação do futuro. Castelo Branco: Pub. Câmara Municipal de Castelo Branco/Várzea da Rainha Impressores, pp. 435-464.
  • Martins, E. (2018). A proteção e (re)educação da criança portuguesa errante e em conflito social na história da educação social. In: A. Teodoro (Ed.). O Outro lado do Espelho: Percursos de Investigação. Lisboa: Edições Universitárias Lusófonas, pp. 239-247.
  • Martins, E., & Picado, J. (2018). Faria de Vasconcelos e os contributos (psico)pedagógicos ao estudo da infância e da delinquência juvenil. In: E. C. Martins (Ed.). António S. Faria de Vasconcelos nos meandros do movimento da escola nova: Pioneiro da educação do futuro. Castelo Branco: Pub. Câmara Municipal de Castelo Branco/Várzea da Rainha Impressores, pp. 465-490.
  • Mascarenhas, D., Maia, J., & Sola, T. (2018). A importância das tarefas de investigação, da resolução de problemas e dos materiais manipuláveis no ensino e aprendizagem de perímetro, área e volume no 5º ano de escolaridade. In António Teodoro (Ed.). O outro lado do espelho: Percursos de investigação (CeiED 2013-2017). Lisboa: Edições Universitárias Lusófonas, pp. 248-276.
  • Oliveira, J., Roca, Z., & Roca, M. (2018). Reflexões Sobre o Turismo de Segunda Residência e o Ordenamento do Território em Portugal. In: Fernandes, J. A. R. et al. (Ed.). Livro de Atas, XVI Colóquio Ibérico de Geografia, Península Ibérica no Mundo: Problemas e Desafios para uma Intervenção Ativa da Geografia, Lisboa, Centro de Estudos Geográficos da Universidade de Lisboa, pp. 680‑688.
  • Oliveira, J., Roca, Z., & Roca, M. (2018) Residential tourism and municipal land use planning in Portugal. In: Mazón, T. (Ed.). Turismo Residencial. Nuevos Estilos de Vida: de Turistas a Residentes. Publicacions de la Universitat d’Alacant, Sant Vicent del Raspeig, pp. 423-440. 
  • Pinto da Costa, E. (2018). A mediação de conflitos nas interfaces da mediação na escola. In M. Assunção Flores, A. Silva, & S. Fernandes (Orgs.), Contextos de Mediação e de Desenvolvimento Profissional. Santo Tirso: De facto Editores, pp. 35-58.
  • Pinto da Costa, E. (2018). Modelos de mediación de conflictos en el ámbito escolar y evidencias de un proyecto portugués con un enfoque amplio. In J. C. Torrego, L. Rayón, Y. Muñoz & P. Hernández (Eds.). Inclusión y Mejora Educativa. Obras colectivas. Ciencias de la Educación, 24. Alcalá de Henares: Servicio de Publicaciones de Universidad de Alcalá de Henares, pp. 228-238. 
  • Ricardo, M. (2018). “O professor” como construção de uma identidade associativa dos professores no período do Estado Novo, 1971-1974. In A. Teodoro (Ed.). O outro lado do espelho: percursos de investigação (CeiED 2013-2017). Lisboa: Edições Universitárias Lusófona, pp. 177-191.
  • Sanches, I. (2018). “Sobrevoando” a deficiência: do que os portugueses pensam ao que os políticos fazem. In A. Teodoro (Ed.). O outro lado do espelho: percursos de investigação (CeiED 2013-2017). Lisboa: Edições Universitárias Lusófonas, pp. 96-111.
  • Teodoro, A., Galego, C., & Pires, C. (2018). Educación Superior y Formación del profesorado. Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias. Alejandra Montané López (Ed.), Educación Superior y Formación del profesorado: Governaza y Política, dimension social, pertinencia curricular e innovación docente. Valencia: Institut de Creativitat i Innovacions Educatives de la Universitat de València, pp. 1126-1154.
  • Vale, A., & Mouraz, A. (2018) (no prelo). Os debates como estratégia de trabalho curricular participado dos estudantes no Ensino Superior – Cumprindo o desígnio da coesão social e da inclusão. In Tavares J. et al. Docência no ensino superior: experiências no Brasil, Portugal e Espanha.

2017

  • Benavente, A. et al (2017). Exílios. 2 –Testemunhos de exilados e desertores portugueses (1961-1974). Lisboa: AEP/Associação de Exilados Políticos Portugueses.
  • Brás, J. V., & Gonçalves. M. N. (2017). Filosofia do medo: corpo e saúde. In P. M. Pinto (Ed.). História, Memórias, Narrativas – Ruturas, Violências, Fundamentalismos e Revoluções. Lisboa. Edições Universitárias Lusófonas.
  • Brás, J. V., & Gonçalves, M. N. (2017). A gravitação dos valores educativos no colonialismo e no pós-colonialismo em Angola. In J. M. Hernández Díaz & E. Eyeang (Eds.). Los valores en la educación de África. (pp. 501-514). Salamanca: Ediciones Universidad de Salamanca. ISBN: 978-84-9012-806-0.
  • Corrêa, E., Delgado, M. J., Marinheiro, M. L., Mendes, P., & Farinho, P. (2017). Orff music therapy in specific learning disabilities – A case study.  In P. R. Ascensión (Ed.). Uma mirada internacional sobre la educación inclusiva. Propostas de intervención y renovación pedagógica. (pp.157-164). Albacete: Ediciones de la Universidad de Castilla – La Mancha. 
  • Corrêa, E., Silveira, L., Raposo, H., Delgado, M. J., & Farinho, P. (2017). Victory, victory, all’s well that goes on well…- project of social involvement with the elderly. In P. R. Ascensión (Ed.). Retos de la educación inclusiva para construir una sociedad incluyente. Propuestas de investigación en el aula. (pp. 101-114). Cuenca: Publicaciones UCLM. 
  • Delgado, M. J., Cartas, A., Farinho, P. Corrêa, E., & Casal, J. (2017). Building a checklist for the accessibility assessment. In P. R. Ascensión (Ed.). Uma mirada internacional sobre a educación inclusiva. Propostas de intervención y renovación pedagógica. (pp.740-748). Albacete: Ediciones de la Universidad de Castilla – La Mancha. 
  • Farinho, P., Casal, J., Raposo, H., Delgado, M. J. & Corrêa, E. (2017). Processes of collaboration between regular education teachers and special education in primary education in Portugal. In P. R. Ascensión (Ed.). Uma mirada internacional sobre a educación inclusiva. Propostas de intervención y renovación pedagógica. (pp.728-736). Albacete: Ediciones de la Universidad de Castilla – La Mancha. 
  • Galego, C. &, Pires, C. G. (2017). Construção do Espaço Europeu de Ensino Superior: os sistemas de avaliação e a profissão académica em Portugal e Espanha. In A. A. Fávero & G. Tauchen (Eds.). Avaliação do Ensino Superior: perspectivas mundiais (Vol.1). Curitiba-Brasil: Editora CRV.
  • Lourenço, R., Farinho, P., Delgado, M., & Corrêa, E. (2017). Repensar as Plataformas de Gestão em Função dos Padrões de Qualidade das Escolas. In Maria dos Anjos C. (Ed.). Supervisão, Liderança e Inclusão. Ramada, Portugal: Edições Pedago ISBN: 978-989-8655-77-6.
  • Martins, E. C. (2017). A instrução pedagógica dos jesuítas no ‘Collegii Santi Fidelis’ (Louriçal do Campo), de 1863-1910’. In E. C. Martins. A Ação (socio)educativa dos jesuítas e o Colégio de São Fiel no Louriçal do Campo (p. 143-242). Lisboa: Caritas Editora – ISBN 978-972-9008-48-1
  • Martins, E. C. (2017). Orfanato/Seminário de Meninos Órfãos em São Fiel: A ação educativa e assistencial de Frei Agostinho d’Anunciação. In E. C. Martins. A ação (socio)educativa dos jesuítas e o Colégio de São Fiel no Louriçal do Campo (p. 75-108) Lisboa: Caritas Editora –  ISBN 978-972-9008-48-1
  • Menezes, M., Smaniotto Costa, C. (2017). People, public space, digital technology and social practice: an ethnographic approach. In A. Zammit & T. Kenna (Eds.) Enhancing Places through Technology. Lisbon: Edições Universitárias Lusófonas, (pp. 167-180). ISBN 978-989-757-055-1
  • Pereira, P., Raposo, H., Casal, J. & Corrêa, E. (2017). Social inequality and the digital divide among students. In A. P. Ruiz (Ed.). Retos de la educación inclusiva para construir una sociedad incluyente. Propuestas de investigación en el aula. (pp. 126-133). Cuenca: Publicaciones UCLM.   
  • Pinto da Costa (2017). A mediação de conflitos em Portugal. Sistemas Públicos de Mediação (familiar, penal e laboral e nos Julgados de Paz) e Mediação Privada. In C. Oliveira & C. Pires (Ed.). O Estado da Justiça. Lisboa: Edições Universitárias Lusófonas, pp. 75 – 108.
  • Smaniotto Costa, C., A. Bahillo Martínez, F. J. Álvarez, I. Šuklje Erjavec, M. Menezes, M. Pallares-Barbera (2017). Digital Tools for Capturing User’s Needs on Urban Open Spaces: Drawing Lessons from Studies in Barcelona, Lisbon, and Ljubljana. In C. Certomà & M. Dyer (Eds.). Citizen Empowerment and Innovation in the Data-Rich City. Springer International Publishing, pp. 177-194. 

2016

  • Baptista, A. M. H. & Tavares, M. (2016). Linguagem: colonização, colonialidade e descolonização. In M. Silva; A. M. H. Baptista (Eds.). Educação e cultura literária (pp. 31-62), 1ª ed., São Paulo: BT Académica, v. 1.
  • Bocchini, D. & Tavares, M. (2016). Da reprodução cultural à inclusão social do negro na universidade: o caso da UNILAB. In N. Silva; T. C. Martins; C. Oliveira (Eds.). Vozes Emergentes: educação e questões étnico-raciais (pp. 165-192), 1ed.São Paulo: Editora Flutuante.
  • Brás, J. V. & Gonçalves, M.N. (2016). Do biopoder à psicopolítica do corpo educativo (1910-1926). In L. A. Alves, et al. XI COLUBHE Investigar, Intervir e Preservar. Porto: CITCEM, ISBN. 978-989-8351-50-2.
  • Brás, J. & Gonçalves, M. N. (2016). A política do ser republicano: a educação como obreira da cidadania. In I. C. Silva & S. Correia (Eds.). Outras Vozes na República 1910-1926. Atas do Congresso Nacional de História e Ciência Política. Lisboa: Museu da Presidência da República. ISBN 978-972-8971-67-0
  • Costa, E. P.; Seijo, T. & Martins, A. (2016). Gabinetes de Mediação de Conflitos: estrutura de pacificação, dinâmica e resultados. In A. M. C. Silva; M. L. Carvalho & L. R. Oliveira (Eds.). Sustentabilidade da mediação social: processos e práticas. CECS – Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade. Universidade do Minho, pp. 107-118. ISBN (ebook) 978-989-8600-53-0 e ISBN (impresso) 978-989-8600-54-7.
  • Germano, A. & Tavares, M. (2016). A efetivação da História e Cultura Afro-brasileiras e africanas no Ensino Público e Privado na Cidade de São Paulo. In N. Silva; T. C. Martins & C. Oliveira (Ed.). Vozes Emergentes: educação e questões étnico-raciais (pp. 7190), 1ed. São Paulo: Editora Flutuante, v. 1.
  • Lucio-Villegas, E. & Fragoso, A. (2016). A Tramp Shining. The popular (Community) Educator in the Age of Lifelong Learning. In R. Evans, E. Kurantowicz, & E. Lucio-Villegas (Eds.). Researching and Transforming Adult Learning and Communities. The Local/Global Context (pp. 27-38) Rotterdam: Sense Publishers.
  • Lucio-Villegas, E. (2016). Relevancia de Paulo Freire en los tiempos (oscuros) del Aprendizaje a lo largo de la vida. In Pallarés, M. (Ed.). El pensamiento pedagógico del siglo XX y la acción educativa del siglo XXI (pp. 85-103). Barcelona: Octaedro.
  • Marques, F. M. (2016). Terapêutica de posição: como decidir. In M. José Lourenço, O. Ferreira & C. L. Baixinho (Ed.). Terapêutica de posição: contributo para um cuidado de saúde seguro (pp. 55-66). Loures: Lusodidacta.
  • Oliveira, E. C.; Marquez, S. O. M.; Thome, Z. & Cerquinho, K. G. (2016). Introdução ao curso e ao ambiente virtual. In E. C. Oliveira; S. O. Moraes; Z. R. C. Tomé. (Ed.). Coordenação Pedagógica: reflexão e prática. 1 ed.Manaus: EDUA, 2016, pp. 09-41.
  • Rechena, A. (2016). Social representations theory and museum visitors. In A. Davis & K. Smeds (Eds.).  Visiting the visitor. An enquiry into the visitor business in Museums. (pp. 139-152). Alemanha: Transcript. ISBN: 987. 3. 8376.3289.7.
  • Santos, E.; Teodoro, A. & Costa Junior, R. Dos (2016). Rankings universitários: entre a regulação do mercado e a difusão de modelos organizacionais – o caso brasileiro. In A. Del Vecchio & E. Santos (Eds.). Educação Superior no Brasil: modelos e missões institucionais (pp. 33-56). S. Paulo: BT Acadêmica. ISBN: 978-85-9485-013-3.
  • Santos, R.; Santos, S. R. G. & Tavares, M. (2016). Inclusão da diversidade cultural no currículo. In M. Silva, A. M. H. Baptista (Eds.). Educação e Cultura literária. (pp. 99-113), 1 ed. São Paulo: BT Académica.
  • Silva, C. & Fonseca, J. (2016). Educational Data Mining: A Literature Review. In A. Rocha; M. Serrhini & C. Felgueiras (Eds.). Information and Communication Technologies. Europe and MENA Cooperation Advances. Volume 520. Advances in Intelligent Systems and Computing (pp 87-94). ISBN: 978-3-319-46567-8 (Print) 978-3-319-46568-5 (Online) 
  • Tavares, M. (2016). Educação Superior: Insurgências e resistências decoloniais na Bolívia. In M. Tavares & M. Todaro (Eds.). Do outro lado do espelho: insurgências descoloniais. São Paulo: BT Académica.
  • Tavares, M. (2016). Entre o sonho e a morte: desvelamentos, revelações e contaminações na narrativa ficcional de Mia Couto. In M. Silva & M. Fusaro (Eds.). Mia Couto. Uma literatura entre palavras e encantamentos (pp. 51-79). 1ed.São Paulo: BT Académica.
  • Teodoro, A. (2016). La construcción política de la educación en el Escenario Europeo. In R. F. Arnove, C. A. Torres & S. Franz (Eds). Educación Comparada. La dialéctica de lo global y lo local (pp. 635-649). Valencia: Tirant Humanidades.

2015

  • Amaro, A., Corrêa, E., Delgado, M., & Farinho, P. (2015). De Órion a Miró é um saltinho só! Uma proposta interdisciplinar através das artes – 1.º Ciclo. In M. Bermúdez (Ed.), Avances en Ciencias de la Educación y del Desarrollo (pp. 328-339). Granada: Universidade de Granada.
  • Brás, J. V., & Gonçalves. M. N. (2015). O corpo: Um texto socialmente escrito nas circunstâncias da I República portuguesa. In G. A. Damiano, L. H. Pereira, & W. C. Oliveira (Eds.), Corporeidade, Educação e Tecnologias: Experiências, Possibilidades e Desafios (pp. 120-144). Jundiaí: Paco Editorial.
  • Clímaco, M.C., & Silva, A. P. (2015). Promoting collaboration toolset. The EPNoSL Toolkit. School Leadership for Equity & Learning. European Policy Network on School Leadership. 
  • Corrêa, E. (2015). A criatividade como metodologia científica na formação e intervenção dos animadores socioculturais. In J. Pereira, M. Lopes, & M. Maciel (Eds.), O animador sociocultural no século XXI (pp. 213-221). Chaves: Intervenção.
  • Duarte, T., Smaniotto, C., Mateus, D., Menezes, M., & Bahillo, A. (2015). Pervasive open public spaces –The amalgamation of information and communication technologies into open public spaces. In O. Marina, & A. Armando (Eds.), Projects for an Inclusive City. Social Integration through Urban Growth strategies (pp. 212-225). Skopje: City of Skopje.
  • Mateus, D., & Menezes, M. (2015). Por uma cultura do caminhar antes de planear as áreas suburbanas: (Re)pensando as práticas de planeamento e intervenção.  In C. A. Marques (Ed.), Planeamento Cultural Urbano em Áreas Metropolitanas. Revitalização dos Espaços Pós-Suburbanos (pp. 241-252). Lisboa: Caleidoscópio.
  • Mateus, D., Smaniotto, C., Duarte, T.  Menezes, & M. Bahillo, A. (2015). New tools for inclusive cities – Pervasive public open spaces, the amalgamation of information and communication technologies into public open spaces. Reflections from Action Cost CyberParks – TU1306.  In O. Marina, & A. Armando (Eds.), Projects for an Inclusive City. Social Integration Through Urban Growth Strategies (pp. 212-225). Skopje: Alpeko Grup & Saniko Printing House.
  • Smaniotto, C., Menezes, M., & Šuklje, I. (2015). How can information and communication technologies be used to better understand the way people use public spaces.  In C. A. Marques (Ed.), Planeamento Cultural Urbano em Áreas Metropolitanas. Revitalização dos Espaços Pós-Suburbanos (pp. 161-173). Lisboa: Caleidoscópio. 
  • Smaniotto, C., Norton, C., Domene, E., Hoyer, J., Marull, J., & Salminen, O. (2015). Water as an element of urban design: Drawing lessons from four European case studies. In W. L. Filho, & V. Sumer (Eds.), Sustainable Water Use and Management: Examples of New Approaches and Perspectives (17-43). London: Springer (17-43). doi: 10.1007/978-3-319-12394-3_2
  • Teodoro, A. (2015). A educação como frente de luta. Recortes sobre um programa de democratização da escola básica em Portugal (1974-1976). In F. C. Pinto (Ed.), Educação, História e Políticas. Tributo a Rogério Fernandes (pp. 103-136). Lisboa: Edições Piaget.

2014

  • Benavente, A., & Aníbal, G. (2014). Para uma escola com sentido: De Gutenberg a Google. In A. Benavente (Ed.), Espaços Mundo e Educação: Desafios no Brasil e em Portugal (pp. 219-235). Paraíba: CAPES/Universidade Federal da Paraíba.
  • Benavente, A., & Melo, A. (2014). A educação permanente, manifesto político nas encruzilhadas da humanidade: Um desafio actual. In A. Benavente (Ed.), Espaços-Mundo e Educação: Desafios no Brasil e em Portugal (pp. 13-25). Paraíba: CAPES/Universidade Federal da Paraíba.
  • Brás, J. V., & Gonçalves, M. N. (2014). A “Iluminação” italiana na “escuridão” da educação portuguesa. In J. M. H. Díaz (Ed), Influencias Italianas en la Educación Española e Iberoamericana (pp.541-552). Salamanca: FahrenHouse. 
  • Gouveia, J., Craveiro, C., Santos, A., Silva, B., Santos, C., Brandão, I., & Martins, M. (2014). Competências transversais: A construção do perfil profissional dos docentes de educação básica. In G. Portugal, A. I. Andrade, C. Tomaz, F. Martins, J. A. Costa, M. R. Migueis, R. Neves & R. M. Vieira (Eds.), Formação Inicial de Professores e Educadores: Experiências em Contexto Português (pp. 301-320). Aveiro: UA Editora. 
  • López, A. M., Naidorf, J., & Teodoro, A. (2014). Social and cognitive justice: The social relevance of the higher education in Latin America. In I. Bogotch, & C. M. Shields (Eds.), International Handbook of Educational Leadership and Social (In)Justice (pp. 81-96). Springer Science+Business Media Dordrecht. doi: 10.1007/978-94-007-6555-9_6 Link
  • Martins, E. C. (2014). Intervenção escolar no 1º ciclo CEB: Animar o recreio prevenindo atos agressivos e indisciplinares. In I. Fialho (Ed.), Políticas Educativas, Eficácia e Melhoria das Escolas (pp. 63-80). Évora: CIEP-EU.
  • Martins, E. C., & Teixeira, L. F. (2014). O comportamento indisciplinado dos alunos do 1º ciclo do ensino básico em sala de aula (estudo de caso numa escola urbana de Castelo Branco). In I. Fialho (Ed.), Políticas educativas, Eficácia e Melhoria das Escolas (pp. 81-99). Évora: CIEP-UE.
  • Martins, E. C. (2014). Animação (sociocultural) e educação turística e cultural na frágua duma pedagogia do encontro e diálogo entre saberes. In J. D. Pereira, M. S. Lopes, & M. A. Maltez (Eds.), Animação Sociocultural: Turismo, Património, Cultura e Desenvolvimento Local (pp. 145-156). Chaves: Edição Intervenção-Associação para a Promoção e Divulgação Cultural.
  • Martins, E. C. (2014). As narrações dos professores na memória educativa portuguesa durante o Estado Novo e depois de 1974 (Historias de Vida de professores aposentados). In F. Comas Rubi, S. G. Gómez, X. M. Salas, & B. S. Garcia, (Eds.), Imatges de L‘ Escola Imatge de L’Educació (pp. 113-126). Palma de Mallorca: Universitat de les Illes Balears/Ed.Titol.
  • Martins, E. C., Hermosell, J. D. G., & Merchán, I. R. (2014). Análise às relações de amizade e habilidades emocionais em turmas de 3º e 4º ano do ensino básico (Programa de inteligência emocional em escolas da região de Castelo Branco). In F. Veiga (Ed.), Envolvimento dos alunos na Escola: Perspetivas Internacionais da Psicologia e Educação, (pp. 424-444). Lisboa: Instituto de Educação da Universidade de Lisboa.
  • Ramírez-Diaz, J. A., Ruiz- Flores, J., & Teodoro. A. (2014). The role of academicians’ networks in Latin America: The fight against social injustices. An institutional challenge. In I. Bogotch, & C. M. Shields (Eds.), International Handbook of Educational Leadership and Social (In)Justice (pp. 911-938). Springer Science+Business Media Dordrecht. doi: 10.1007/978-94-007-6555-9_46 Link
  • Roca, M. N., Roca, Z., Oliveira, J. A., & Costa, L. (2014). Second home expansion in Portugal: Spatial features and impacts. In M. Janoschka, & H. Haas (Eds.), Contested Spatialities, Lifestyle Migration and Residential Tourism (pp. 124-142). London: Routledge.

2013

  • Brás, J. V. (2013). Um novo firmamento ético para o homem. O Olimpismo como insaciável realização humana. In P.M. Pinto (Ed.), Olímpico. Os jogos num percurso de valores e de significado (pp. 71-90). Porto: Edições Afrontamento.
  • Brás, J. V., & Gonçalves, M. N., & Hernandez Dias, J. M. (2013). Do orgânico ao funcional e simbólico: a construção do corpo nos manuais de civilidade em Portugal e Espanha. In J. V. Brás, & M.N. Gonçalves (Eds.), O Corpo – Memória e identidade (pp. 16-36). Lisboa: Edições Universitárias Lusófonas.
  •  Brás, J. V., & Gonçalves, M. N., & Jezine, E. (2013). Acesso ao ensino superior em Portugal: novos públicos e novas expectativas. In E. Jezine (Ed.), Políticas da educação superior no Brasil: expansão, acesso e igualdade social? (pp. 132-148). João Pessoa: Editora UFPB.
  • Brás, J. V., & Gonçalves, M. N. (2013). A descentralização do ensino no jogo de poderes e saberes do ideário republicano. In L. M. Bernardo, & L. Andrade (Eds.), Representações da República (pp. 442-458). V. N. Famalicão:  Edições Húmus. 
  • Brás, J. V., & Gonçalves, M. N. (2013). A escrita do corpo nos séculos XVII e XVIII em Portugal. In J. E. Ortega (Ed.), Marcas del cuerpo en educació. Imaginários simbólicos y materiales (pp. 39-58). Valladolid: Universidad Europea Miguel de Cervantes.
  • Brás, J. V., & Gonçalves, M. N. (2013). A valorização da profissão docente no imaginário da I República. In L. M. Bernardo, & L. Andrade (Eds.), Representações da República (pp. 497-510). V. N. Famalicão: Edições Húmus. 
  • Brás, J. V., & Gonçalves, M. N. (2013). O jornal da Associação dos Professores: o espalhar dos discursos dos docentes na imprensa (1856-1862). In J. M. Hernández Díaz (Ed.), Prensa Pedagógica y patrimonio histórico educativo (pp. 413- 425). Salamanca: Ediciones Universidad de Salamanca  
  • Cavadas, B. (2013). O Corpo Negro vs O Corpo Branco: Estereótipos Raciais nos Manuais Escolares de Zoologia. In J. V. Brás, & M. N. Gonçalves (Eds.), O Corpo – Memória e Identidade (pp. 77-87). Lisboa: Edições Universitárias Lusófonas. 
  • Coimbra, M. N. (2013). A Imagética Feminina e a Crítica Social n´Os Maias. In J. V. Brás, & M. N. Gonçalves (Eds.), O Corpo – Memória e identidade (pp. 141-149). Lisboa: Edições Universitárias Lusófonas. 
  • Corrêa, E., Delgado, M. J., & Farinho, P. (2013). A Didática das Expressões Artísticas na Formação de Professores. In S. Castilho (Ed.), Reflexiones, analisis y Propuestas sobre a formación del professorado de Educación (pp. 194-197). Madrid: Uned
  • Corrêa, E., Delgado, M. J., & Farinho, P. (2013). Criatividade no ensino: Um Desafio na Formação de Professores. In S. Castilho (Ed.), Reflexiones, analisis y Propuestas sobre a formación del professorado de Educación (pp. 257-261). Madrid: Uned.
  • Corrêa, E., Delgado, M. J., & Farinho, P. (2013). A Expressão Plástica: Boas Práticas para a Formação de Professores. In S. Castilho (Ed.), Reflexiones, analisis y Propuestas sobre a formación del professorado de Educación (pp. 197-201). Madrid: Uned.
  • Dinis, L. & Sanches, I. (2013). Entre possibilidades e potencialidades: a inclusão num centro de reabilitação e integração. In I. Sanches (Ed.), Para uma Educação Inclusiva: dos conceitos às práticas (pp. 50-72). Lisboa: Edições Universitárias Lusófonas.
  • Duarte, R. S., Macara, T. (2013). O sindicato nacional dos professores: o associativismo docente no ensino particular (1939-1974). In R. S. Duarte, M. M. C. Ricardo, & M. L. Silva (Eds.), Percursos do Associativismo e do Sindicalismo Docente em Portugal, 1890-1990. Lisboa: Edições Universitárias Lusófonas.
  • Freitas, A., & Sanches, I. (2013). As diferenças que nos unem! Experiências de aprendizagem cooperativa em sala de aula. In I. Sanches (Ed.), Para uma Educação Inclusiva: dos conceitos às práticas (pp. 19-49). Lisboa: Edições Universitárias Lusófonas. 
  • Lourenço, F. & Teodoro, A. (2013). Espaços, identidades e culturas na América Latina: alternativas epistémicas para um outro mundo possível. In A. Teodoro, C. H. Mendizabal, F. Lourenço, & M. Villegas. (Eds.), Interculturalidad y Educación superior. Desafios de la diversidad para un cambio educativo (pp. 175-193). Buenos Aires: Editorial Biblos.
  • Martins, A. (2013). O corpo feminino na Idade Média: um lugar de tentações. In J. V. Brás, & M. N. Gonçalves (Eds.), O Corpo – Memória e identidade (pp. 103-127). Lisboa: Edições Universitárias Lusófonas. 
  • Moutinho, A. (2013). Instalações Interativas e Recursos Expográficos da Exposição. In M. Moutinho (Ed.) Catálogo da Exposição Baixa em Tempo Real. Lisboa: Departamento de Museologia da Universidade Lusófona.
  • Primo, J., Leite, P., & Moutinho, M. (2013). Memória da Exposição – Memória duma Exposição.  In M. Moutinho (2013). Baixa em tempo real – Lisboa: livro de referência (pp. 25-27). Lisboa: Centro de Estudos de Sociomuseologia.
  • Ricardo, M. M. C. (2013). A construção de uma identidade associativa dos professores de inglês: A newsletter da TESOL – Portugal (1979-1985). In R. S. Duarte, M. M. C. Ricardo, & M. L. Silva (Eds.), Percursos do Associativismo e do Sindicalismo Docente em Portugal 1890-1990. Lisboa: Edições Universitárias Lusófonas.
  • Ricardo, M. M. C. (2013). O professor como construção de uma identidade associativa dos professores no período do Estado Novo, 1971-1974. In R. S. Duarte, M. M. C. Ricardo, & M. L. Silva (Eds.), Percursos do Associativismo e do Sindicalismo Docente em Portugal 1890-1990. Lisboa: Edições Universitárias Lusófonas.
  • Teodoro, A. (2013). Políticas Educativas o la Transdisciplinaridad de un Campo de Estudio. In C. Tello (Ed.), Epistemologías de Política Educativa. Posicionamientos, perspectivas y enfoques (pp. 485-494). Campinas, SP: Mercado de Letras.
  • Teodoro, A. (2013). The Political Construction of European Education Space. In R. F. Arnove, C. A. Torres, & S. Franz (Eds.) Comparative Education. The Dialectic of the Global and the Local (pp. 445 – 457). New York, US & Plimouth, UK: Rowman & Littlefield.
  • Teodoro, A., Duarte, R. S., & Gonçalves, M. N. (2013). Associativismo, sindicalismo e identidade(s) docente(s): algumas particularidades do percurso português. In J. Gindin, M. O. V. Ferreira & S. Del Rosso. (Eds.). Associativismo e sindicalismo em educação: teoria, história e movimentos (pp. 29-41). Brasília: Paralelo 15.