AULA ABERTA “Como Crescem os Neurónios” por RITA TEODORO

No âmbito das atividades da Licenciatura em Ciências da Educação – Educação Social da Universidade Lusófona (ULHT), decorreu, no dia 2 de Março de 2018, pelas 11 horas, a Aula Aberta subordinada ao tema “Como Crescem os Neurónios”, conduzida pela Professora Doutora Rita Teodoro, investigadora no Centro de Estudos de Doenças Crónicas (CEDOC). No laboratório onde faz investigação, tem como  um dos principais objetos de estudo a larva da mosca da fruta. A conferencista abordou temas muito importantes e que nos suscitaram muita curiosidade, como, por exemplo, a quantidade de neurónios existentes no nosso cérebro, a sua plasticidade sináptica e a diferença entre os neurónios nas diversas fases da vida.

Considerámos a conferência muito importante para nós enquanto Educadores/as Sociais, pois ajudou-nos a compreender os mecanismos de aprendizagem e memória e a refletir como este tipo de investigação pode  vir a traduzir-se no tratamento de doenças do foro neurológico.

Foi muito gratificante para nós assistirmos a uma conferência deste ramo que nos propiciou o alargamento de saberes para outras áreas do conhecimento com a particularidade da investigadora abordar temas tão complexos  numa linguagem acessível. O  recurso  a vídeos  e figuras  permitiu-nos compreender melhor a investigação que ela e a sua equipa fazem no laboratório.

3º Ano da Licenciatura em Ciências da Educação – Educação Social (ULHT) – Adelina Ningau, Ana Vicente, Carolina Martins, Eder Carmo, Elisa Borges, Ema Imbó, Filipa Amorim, Inês Mateus, Jandira Júlio, Maria Inês Couto, Patrícia Silva e Vanessa Simões.


Testemunhos dos estudantes da LCE-ES sobre a Aula Aberta Como crescem os Neurónios?

No âmbito das atividades da Licenciatura em Ciências da Educação – Educação Social da Universidade Lusófona (ULHT), decorreu, no dia 2 de Março de 2018, pelas 11 horas, a Aula Aberta subordinada ao tema “Como Crescem os Neurónios”, conduzida pela Professora Doutora Rita Teodoro, investigadora no Centro de Estudos de Doenças Crónicas (CEDOC). No laboratório onde faz investigação, tem como  um dos principais objetos de estudo a larva da mosca da fruta. A conferencista abordou temas muito importantes e que nos suscitaram muita curiosidade, como, por exemplo, a quantidade de neurónios existentes no nosso cérebro, a sua plasticidade sináptica  e a diferença entre os neurónios nas diversas fases da vida.
Considerámos a conferência muito importante para nós enquanto Educadores/as Sociais, pois ajudou-nos a compreender os mecanismos de aprendizagem e memória e a refletir como este tipo de investigação pode  vir a traduzir-se no tratamento de doenças do foro neurológico.
Foi muito gratificante para nós assistirmos a uma conferência deste ramo que nos propiciou o alargamento de saberes para outras áreas do conhecimento com a particularidade da investigadora abordar temas tão complexos  numa linguagem acessível. O  recurso  a vídeos  e figuras  permitiu-nos compreender melhor a investigação que ela e a sua equipa fazem no laboratório.

3º Ano da Licenciatura em Ciências da Educação – Educação Social (ULHT) – Adelina Ningau, Ana Vicente, Carolina Martins, Eder Carmo, Elisa Borges, Ema Imbó, Filipa Amorim, Inês Mateus, Jandira Júlio, Maria Inês Couto, Patrícia Silva e Vanessa Simões.


No dia 2 de Março de 2018, realizou- se uma Aula Aberta sobre "Como crescem os neurónios?" com a investigadora Rita Teodoro. Na minha opinião, penso que foi uma actividade muito interessante uma vez que me permitiu adquirir novos conhecimentos e despertar a minha curiosidade para este tema. Penso que a investigadora tem um grande poder de expressão oral, pois conseguiu facilmente prender o público com as suas palavras, explicando, de um modo simples e acessível, as suas ideias.

Miguel Veríssimo – 1º Ano da Licenciatura em Ciências da Educação – Educação Social (ULHT)


No dia 2 de Março de 2018 foi-nos proporcionada uma Aula Aberta " Como crescem os Neurónios?", apresentada pela conferencista e investigadora Rita Teodoro do CEDOC.
A sessão iniciou-se com uma breve introdução sobre a complexidade dos neurónios e o seu funcionamento normal. Os neurónios são células nervosas e plásticas, isto é, são flexíveis e moldáveis o que nos possibilita aprender e adquirir novos conhecimentos ao longo da vida.
Foi muito gratificante para nós, pois o tema abordado, para além de importante, facultou-nos conhecimentos sobre a área das neurociências que nós desconhecíamos como, por exemplo: o facto do ser humano nascer com aproximadamente 100 biliões de neurónios e de que a mosca da fruta é usada em estudos de neurociência.

Carolina Marques, Pihí Silvéria & Sara Andrade Botto – 1º Ano da Licenciatura em Ciências da Educação – Educação Social (ULHT).


No passado dia 2 de Março de 2018, foi-nos proporcionada uma Aula Aberta "Como crescem os neurónios?" pela conferencista e investigadora Rita Teodoro à qual aderiu um grande público. Na minha opinião, foi uma Aula muito interessante que me permitiu ficar com conhecimentos sobre o tema em questão, os neurónios.

Olga Oliveira- 1º Ano da Licenciatura em Ciências da Educação – Educação Social (ULHT).


Eu, mesmo tendo alguma informação, devido ao meu Curso de Psicologia, gostei de
saber mais sobre como crescem os neurónios. Este tipo de conferências é muito
importante para as nossas aprendizagens.

Mário Silvério – 1º Ano da Licenciatura em Ciências da Educação – Educação Social (ULHT)


Galeria