• Início
  • Notícias
  • Discussão Pública: Experiências de Flexibilização e Autonomia Curricular nas Escolas Portuguesas

Discussão Pública: Experiências de Flexibilização e Autonomia Curricular nas Escolas Portuguesas

Coordenação: Elsa Estrela e Maria Manuel Calvet Ricardo, professoras auxiliares da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (ULHT), investigadoras do Centro de Estudos Interdisciplinares em Educação e Desenvolvimento (CeiED) e formadoras de professores, responsáveis pelo projeto de acompanhamento de escolas no âmbito do PAFC.

Participação: Professores do Agrupamento de Escolas Ibn Mucana, Alcabideche; Professores do Agrupamento de Escolas Braamcamp Freire, Pontinha; Agrupamento de Escolas da Boa Água, Quinta do Conde.

Assumindo a educação como um meio privilegiado de promoção da justiça social e da igualdade de oportunidades, assente na oferta de um ensino de qualidade e sucesso para todos os alunos ao longo dos 12 anos de escolaridade obrigatória (Despacho n.º 5908/ 2017, de 5 de julho), o XXI Governo Constitucional lançou no ano letivo 2017/2018 o Projeto de Autonomia e Flexibilização Curricular ao qual aderiram 223 unidades orgânicas distribuídas por todas as regiões de Portugal.

Neste âmbito, o Centro de Estudos Interdisciplinares em Educação e Desenvolvimento (CeiED), da Universidade Lusófona, desenvolveu um programa de acompanhamento destes processos de mudança em dois agrupamentos escolares – Ibn Mucana, Alcabideche, e Braamcamp Freire, Pontinha – em duas dimensões: consultoria e formação de professores.

Com a consciência e o conhecimento de que as mudanças curriculares constituem processos lentos, complexos e, por vezes, contraditórios, que necessitam de uma ampla participação de todos os atores educativos, pretende-se que este debate público possa constituir um tempo e um espaço de reflexão sobre as práticas escolares e organizacionais de escolas envolvidas neste projeto, bem como um espaço de análise das propostas legislativas que enformam este processo e que se encontram em consulta pública (Revisão do Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho).

Estarão presentes no debate professores das escolas que o CeiED acompanha, mas também o Agrupamento de Escolas da Boa Água, Quinta do Conde, que é uma das seis escolas nacionais a desenvolver, desde 2016, um projeto pedagógico inovador no âmbito dos Projetos Piloto de Inovação Pedagógica (PPIP).

Inscrição para participação em duarte.carrasquinho@ulusofona.pt