• Início
  • Notícias
  • DOUTORAMENTO EM EDUCAÇÃO – Convite à participação em projeto de I&D sobre o PISA

DOUTORAMENTO EM EDUCAÇÃO – Convite à participação em projeto de I&D sobre o PISA

Um dos problemas mais complexos quando se inicia um Programa de Doutoramento é sempre a escolha da problemática a investigar, que estará na génese da futura Tese de Doutoramento.

Uma das possibilidades é a do candidato vir a integrar equipas de investigação já existentes, construindo o seu projeto como uma das tarefas de projetos de I&D em curso e financiadas por agências de financiamento nacionais ou internacionais. São evidentes as vantagens deste caminho: a integração numa equipa consolidada, com orientação garantida, quadro teórico definido e trabalho empírico construído em torno de uma tarefa já bem delimitada.

É o caso do projeto pisa_pt: Uma história de sucesso? Portugal e o PISA (2000-2015), financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), no período de 2018 a 2021). A informação sobre o projeto encontra-se em www.ceied.ulusofona.pt e envolve as seguinte tarefas:

  1. The Portuguese participation: the political decision
  2. The Portuguese participation: the technical implementation into PISA between 2000 and 2015
  3. The evolution of Portuguese outcomes (2000-2015): Reading, Mathematics, and Science, and its trends
  4. The PISA outcomes and other international surveys outcomes (TIMMS, PIRLS)
  5. PISA in the media
  6. PISA results in teachers’ and parents’ associations discourses
  7. The consequences on political discourses and specific design of national policies
  8. Final synthesis: Explanatory model of the PISA Portuguese results and public policy proposals

O desafio que a seguir se apresenta é válido para os candidatos que se matricularam no Doutoramento em 2018, ou pensam fazê-lo em 2019: o de integrarem a equipa do projeto pisa_pt, propondo-se construir o seu projeto de investigação em torno de uma (ou mais) tarefas do projeto financiado.

Embora o projeto seja sobre Portugal, a equipa decidiu aceitar candidatos que se proponham abordar problemáticas similares tendo como trabalho empírico o Brasil (ou outro país participante no PISA).

Os/as candidatos/as que tomarem esta opção terão prioridade na admissão ao curso e poderão beneficiar do apoio da equipa para a obtenção de bolsas de estudo.

Todas as dúvidas e esclarecimentos podem ser procurados junto da Professora Carla Galego, carla.galego@gmail.com, investigadora do Projeto pisa_pt.

Lisboa, dezembro 2018

Tags: