Grupo de estudos Sociologia + Paulo Freire

Sociologia + Paulo Freire

O grupo de estudos Sociomuseologia + Paulo Freire é um coletivo de investigadores do curso de Mestrado e Doutoramento em Museologia da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologia de Lisboa, com o apoio da Cátedra UNESCO Educação, Cidadania e Diversidade Cultural, CEIED – Centro de Estudos Interdisciplinares em Educação e Desenvolvimento e do Movimento Internacional para uma Nova Museologia (MINOM-ICOM).

Aberto à participação externa, o grupo pretende alcançar os professores dos ciclos escolares e profissionais que atuam em espaços não formais de educação, tais como museus, centros de ciência e de cultura.

Os encontros, dinamizados através de Rodas de Conversa ou Ciclos de Cultura – conforme a terminologia freireana – são conduzidos por professores convidados, tendo sempre como tema gerador uma das obras de Paulo Freire.

Na primeira edição contamos com a presença da professora Mabel Cavalcanti – que trabalhou pessoalmente com Paulo Freire no Brasil – apresentando a metodologia freireana a partir do livro Pedagogia do Oprimido. E no último encontro, a professora Maria das Graças Teixeira (UFBA-ULHT) falou a partir do livro Extensão e Comunição? e compartilhou com o grupo sua experiência a frente do Museu Afro-Brasileiro.

Para além dos encontros, o grupo participou de um evento do ICOM Europe sobre Educação em Museus Comunitários. Neste evento, a conferência de abertura proferida por Hugues de Varine, teve como base o livro de Paulo Freire Educação e Mudança. Também no mesmo evento, a doutoranda e coordenadora do grupo, Moana Soto, apresentou sua investigação intitulada “E a palavra se fez carne”: A influencia da obra de Paulo Freire na Nova Museologia.

Grupo de estudos Sociologia + Paulo Freire