Hugo Cruz


Nota biográfica

Hugo Cruz é bolseiro de Investigação do doutoramento em Educação na ULHT, financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (SFRH/BD/86577/2012), cuja instituição de acolhimento é a Universidade de Aveiro (Departamento de Educação).

Investigador integrado no Projecto de investigação financiado pela FCT: “Matutinidade-Vespertinidade em crianças, hora do dia e seu impacto em medidas estandardizadas de avaliação de dificuldades de leitura e escrita” (PTDC/PSI-EDD/120003/2010 ; IP: Ana Allen Gomes), na Universidade de Aveiro.

Participou, em 2012, como investigador e coordenador da equipa de técnicos municipais no projecto “Avaliação do Impacto das AEC´s na Área Metropolitana do Porto”, coordenado por Rui Serôdio da FPCEUP. Em 2004/2005, como técnico de investigação no projecto “ A Organização das Escolas por Agrupamentos, do Concelho do Porto”, coordenado por Carlinda Leite e Preciosa Fernandes da FPCEUP.

Coordenou, entre 2007/2012, na Câmara Municipal de Matosinhos, o projecto “Escola a Tempo Inteiro (AEC`S) ”. Em 2008/2009 foi consultor do projecto “Viver com Arte” na EB Quinta S. Gens, Agrupamento de Escolas da Senhora da Hora, Matosinhos.

Licenciou-se em Ciências da Educação, em 2006, pela Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação, Universidade do Porto. Frequentou (2008) o ano curricular no Mestrado em Ciências da Educação (FPCEUP). Em 2009 fez formação em Gestão de Recursos Humanos (UC) na Faculdade de economia da Universidade do Porto.

Em 2012 fez formação em Cronobiologia (UC) na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto e na Universidade de Aveiro.

Em 2007 foi distinguido com o Prémio de Reconhecimento aos alunos com a média mais alta da conclusão da Licenciatura em Ciências da Educação, pela Fundação Eng. António de Almeida.

Projeto individual de doutoramento

Matutinidade-vespertinidade, hora do dia e desempenho intelectual em alunos do 1º Ciclo do Ensino Básico: Contributos para pensar a organização dos horários escolares
Título
Ana Cardoso Allen Gomes
Orientador
Alcina Manuela de Oliveira Martins
Co-orientador

Matutinidade-vespertinidade, hora do dia e desempenho intelectual em alunos do 1º Ciclo do Ensino Básico: Contributos para pensar a organização dos horários escolares. Resumo

O Tipo Diurno (Matutinidade-Vespertinidade) expressa um padrão individual de distribuição dos ritmos circadianos pelo nictómero.

Apesar do impacto das preferências diurnas e da hora do dia no desempenho cognitivo humano ser reconhecido pela comunidade científica (dedicada às cronociências), os estudos com crianças têm incidido na observação dos padrões do sono ou da hora do dia, mas sem a análise das preferências diárias no desempenho académico.

Considerando o tipo diurno, o modelo clássico dos horários escolares, provavelmente, não é favorável ao desempenho intelectual de todas as crianças em idade escolar.

Este trabalho visa o estudo da relação entre tipos matutinos-vespertinos e o desempenho intelectual, em interacção com a hora do dia.

Para a recolha dos dados serão utilizadas as versões portuguesas do Questionário de Cronótipo em Crianças (QCTC) e a Bateria de Aptidões para a Aprendizagem Escolar (BAPAE).

Espera-se melhor desempenho intelectual em crianças cujo horário escolar coincide com o horário biológico preferido.