Célio da Cunha


Projeto individual de doutoramento

Universidade no Brasil: história, compromisso social, regional e interiorização
Título
António Teodoro
Orientador

Introdução

A presente proposta de pós-doutoramento no exterior constitui parte de um projeto mais amplo, em execução, sobre a evolução da ideia de universidade no Brasil, desde a primeira tentativa feita no tempo dos Jesuítas até os dias atuais, com ênfase no compromisso regional e social da universidade. Esta pesquisa de natureza bibliográfica e exploratória deverá dar origem a um livro estruturado inicialmente nos seguintes capítulos, respectivamente: fundamentos teóricos da ideia de universidade; os jesuítas no Brasil e a proposta de criação de uma universidade;  as tentativas pós-jesuíticas; D. João VI e o ensino superior; a ideia de universidade na Constituinte de 1823; a omissão do Império; a universidade na Primeira República; a ideia dos pioneiros; expansão e federalização; A reforma de 1968 e as implicações do regime militar; universidade, compromisso social e humano e experiências de regionalização; a universidade após a Constituição de 1988; tendências atuais e as demandas para além da instrumentação e da racionalidade técnica. O estágio pós-doutoral compreenderá estudos sobre dois capítulos, sendo um deles a respeito da posição dos jesuítas sobre a criação da universidade no Brasil, e outro a propósito do último capítulo referente às tendências atuais do papel da universidade diante da complexidade da crise multidimensional de desenvolvimento humano face aos rumos civilizatórios em curso. A convivência durante 6 meses com intelectuais e pensadores da Universidade Lusófona e de outras instituições, certamente oferecerá contribuição de peso para os fins previstos. 

Contexto Temático

Duas questões norteiam a produção dos capítulos mencionados que integram a pesquisa mais ampla em andamento. Em relação às tentativas dos Jesuítas e o surgimento tardio da universidade no Brasil, procurar-se–á reunir subsídios para compreender o alcance da política educacional dos jesuítas se a obra não fosse interrompida, em 1759, como ainda  as implicações históricas da evolução da educação superior e da universidade sem uma identidade própria; e no caso das tendências, procurar-se-á examinar as possibilidades de concretização de uma nova filosofia contra-hegemônica à direção unidimensional vigente, de modo a colocar a universidade na centralidade da busca de alternativas para uma nova Paideia.  

Metodologia

A metodologia será essencialmente de natureza qualitativa apoiada em consultas bibliográficas, análise documental e exploratória e na leitura crítica de artigos e obras pertinentes ao tema, como também na discussão dos temas com outros especialistas da Universidade Lusófona e de outras localizadas em Portugal. Com o apoio intelectual do supervisor, serão identificadas as melhores alternativas para o alcance dos objetivos, que podem incluir pesquisas em acervos como os da Torre do Tombo e de outras universidades com forte influência jesuítica como as de Coimbra e Évora. Poderá também incluir reuniões e diálogos com historiadores e educadores portugueses que se ocupam hoje de pensar rumos e alternativas.