Maria Teresa Vieira Lopes


Nota biográfica

Em 2019, Doutoranda em Ciências da Educação com o projeto de investigação intitulado: Atitudes Educacionais face à inclusão de alunos com Perturbação do Espetro do Autismo.

Em 2019 participou como oradora no III Encontro Nacional de Jovens Investigadores, organizado pelo Centro de Estudos Interdisciplinares em Educação e Desenvolvimento (CeiED), da Educação da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias. 

Em 2019 participou no 9º Encontro de Investigadores do CeiED, organizado pelo Centro de Estudos Interdisciplinares em Educação e Desenvolvimento (CeiED), da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias.

Em 2017 participou no II Encontro Nacional de Jovens Investigadores em Educação, organizado pelo Instituto de Educação da Universidade do Minho. 

No ano de 2011 concluiu o Mestrado em Ciências da Educação na especialidade de Educação Especial e com a área temática da Inclusão das Crianças Autistas.

Em 2009 concluiu a Pós-Graduação na especialidade de Educação Especial, no Domínio Cognitivo e Motor.

Em 2006 obteve o Diploma de Estudos Avançados em Dificuldades de Aprendizagem e Processos Cognitivos conferido pela Universidade de Vigo. 

Em 2005 concluiu o Máster em Psicologia Evolutiva da Educação conferido pela Universidade de Vigo. 

Em 2002 concluiu o Máster, na área da Intervenção em Dificuldades de Aprendizagem, ministrado na Universidade Politécnica da Catalunha. 

Em 1998 concluiu a Licenciatura no curso de Professores do 1ºciclo do Ensino Básico.

Áreas de interesse académico e científico

  • Educação 
  • Educação Inclusiva
  • Perturbação do Espetro do Autismo
  • Atitudes Educacionais
  • Psicologia da Educação

Projeto individual de doutoramento

Atitudes Educacionais face à inclusão de alunos com Perturbação do Espetro do Autismo.
Título
Professor Doutor António Luís Carvalho
Orientador

Resumo

Esta investigação apresenta um estudo no domínio das atitudes educacionais face à inclusão dos alunos com Perturbação do Espetro do Autismo (PEA), tendo por pano de fundo o quadro legal e as respostas educativas que têm sido adotadas face aos desafios da educação inclusiva e do seu papel na luta contra a exclusão social.

A educação de crianças e jovens com PEA foi, durante muito tempo, uma temática residual no contexto das grandes questões do sistema educativo. Considerando as teorias atuais sobre a educação é imprescindível que a escola tenha como princípio uma orientação inclusiva e se enquadre no princípio da igualdade de oportunidades educativas e sociais.

Nesta perspetiva, o Programa do XXI Governo Constitucional estabelece como uma das prioridades da ação governativa a aposta numa escola inclusiva onde todos e cada um dos alunos possa encontrar respostas que possibilitem a aquisição de um nível de educação e formação facilitadoras da sua plena inclusão.

Esta investigação mostra-se pertinente para a proposta de um programa de intervenção promotor de atitudes educacionais face à inclusão dos alunos com PEA, na perspetiva de uma ‘Escola Para Todos’, com análoga possibilidade de acesso.

Palavras-Chave: Atitudes educacionais, Perturbação do Espetro do Autismo, inclusão, professores.