Maria Margarida Dias Costa

Nota biográfica

Maria Margarida Dias Costa concluiu o Curso do Magistério Primário (Leiria) em 1987, o 6.éme. année de l´Alliance Française (Leiria) em 1988, o Curso de Estudos Superiores Especializados em Organização e Administração Escolar (Escola Superior de Educação de Leiria) em 1999, o Curso de Pós-Graduação em Educação Especial – Domínio Cognitivo e Motor (Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, em Lisboa) em 2002, o Curso de Mestrado em Ciências da Educação (Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, em Lisboa) em 2006, a parte curricular (1.º ano) do Curso de 2.º Ciclo (Mestrado) em Educação Especial (Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, em Lisboa) em 2009, e a parte curricular (1.º e 2.º ano) do Curso de 3.º Ciclo (Doutoramento) em Educação (Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, em Lisboa). Encontra-se a aguardar a defesa pública da tese do Curso de Doutoramento em Educação na ULHT.

O seu percurso profissional tem estado intimamente ligado ao ensino. Fez comunicações em Conferências, Colóquios, Seminários e Encontros. Publicou alguns artigos resultantes dessas comunicações em atas e capítulos de livros, sendo coautora de um livro. Participou como moderadora em Seminários e Colóquios. Foi membro da Comissão Organizadora dos Seminários de Educação Inclusiva, realizados na ULHT.


Áreas de interesse académico e científico

Atua na área de Ciências Sociais com ênfase em Ciências da Educação e tem particular interesse em Educação Inclusiva, Educação Especial, práticas dos Docentes de Educação Especial, investigação-ação e formação de professores.

Projeto individual de doutoramento

Ser Docente de Educação Especial: um ideal a cumprir e um desafio a vencer. Um contributo para o estudo das suas práticas.
Título
Isabel Rodrigues Sanches
Orientador

Resumo

A investigação pretende explicar para compreender a forma como os Docentes de Educação Especial pensam, agem e gerem as situações de apoio aos alunos considerados com Necessidades Educativas Especiais. Para ser dada resposta à questão de partida e aos objetivos que foram formulados, a investigação assenta numa metodologia de caráter quantitativo e qualitativo, ou seja, mista, tendo como técnicas de investigação, o inquérito por questionário e a observação naturalista.