LEME

Apresentação

O Laboratório Experimental de Museologia & Educação (LEME) tem por missão implementar um novo entendimento do lugar dos recursos expográficos nos diferentes contextos educativos.

O recurso à utilização de exposições é uma prática corrente nos estabelecimentos de ensino em Portugal (pré-escolar, básico e secundário), inserindo-se geralmente no desenvolvimento da atividade lectiva, no quadro de diferentes disciplinas, como expressão de atividades escolares e de extensão e, também como ação dos próprios museus e núcleos museológicos escolares.

O LEME orientará a sua ação não só para a questão da expografia como recurso de ensino/aprendizagem mas também para o melhoramento dos próprios Museus escolares, que funcionam em numerosos estabelecimentos de ensino. Nalguns casos estes Museus atuam já de forma inovadora e participada e, noutros casos, como reflexo de políticas anteriores que levarão durante décadas, à implantação de museus e núcleos museológicos na generalidade dos Liceus e Escolas Comerciais e Industriais em todo o País.

No entanto pode-se pretender que a qualidade formal, pedagógica e comunicativa dos modelos expográficos utilizados, fica muito aquém daquilo que poderia representar este recurso de ensino / aprendizagem. Também do ponto de vista da utilização das TIC (tecnologias da informação e da comunicação), as exposições em meio escolar e pré-escolar, ficam aquém daquilo que seria recomendável, existindo um vasto campo de acção para aumentar o seu impacto sobre a qualidade e a inovação pedagógica.

Do ponto de vista do impacto territorial, o LEME pretende atuar em todo o território nacional
envolvendo, por um lado, na sua atividade um elevado número de instituições pré-escolares e escolares com as quais estabelecerá as necessárias parcerias e, por outro lado, estabelecendo uma rede de disseminação de boas práticas adequadas às diferentes realidades socioeconómicas onde cada instituição se encontra inserida.

Considerando que na perspetiva da Sociomuseologia a função expositiva da museologia e das ações museológicas se centra na primazia do conceito de processo educativo / formativo, o LEME atuará no campo da inovação expográfica participada, entendida essencialmente como recurso educativo/processual.

Ou seja, a “exposição” é considerada em primeiro lugar como um processo e, em segundo lugar, como um produto.

A inovação expográfica terá aplicação não só nos espaços tradicionais de exposição, com particular enfoque nos estabelecimentos de ensino, (salas de aula, átrios, espaços de recreio) como também os espaços exteriores adjacentes aos estabelecimentos tais como ruas, praças, espaços verdes.

Áreas prioritárias

As áreas prioritárias de atuação previstas visam:

  • Avaliar a literacia expográfica do corpo docente e dos educadores de infância;
  • Identificar necessidades que possam determinar o desenvolvimento de novos produtos e processos disponibilizando os resultados e apoiando a sua implementação no terreno;
  • Desenvolver metodologias expográficas para projetos específicos desenvolvidos em contextos escolares e de educação /aprendizagem não formais;
  • Disseminar recursos expográficos, em particular no campo da das novas tecnologias de informação e comunicação;
  • Promover uma reflexão permanente sobre os processos comunicacionais em meio escolar com particular incidência nos campos da expografia e da museologia, procurando esclarecer os conceitos e as metodologias transversais que lhe são próprios.

Parte desta investigação será desenvolvida no âmbito da linha de investigação Museologia e Educação do Doutoramento e do Mestrado em Museologia que são leccionados no quadro do CeiED.

O LEME irá dispor das seguintes áreas de trabalho:

  • Oficina da Experiência do Participante.
  • Oficina de Expografia;
  • Oficina Multimédia (vídeo-digital);
  • Oficina de Gestão de Projectos;
  • Oficina de Educação Museal & Patrimonial;
  • Oficina da História Oral.