• Início
  • Notícias
  • Participação do Investigador Integrado do CeiED, Ernesto Candeias Martins – no VIII Conversaciones Pedagógicas de Salamanca/Congresso Internacional Ibero americano (Universidade de Salamanca – Faculdade de Educação

Participação do Investigador Integrado do CeiED, Ernesto Candeias Martins – no VIII Conversaciones Pedagógicas de Salamanca/Congresso Internacional Ibero americano (Universidade de Salamanca – Faculdade de Educação

O Congresso Internacional Iberoamericano,  no âmbito da História da Educação, intitulada ‘Influencias BELGAS en la Educación Española e Iberoamericana’ dirigido a investigadores, professores e estudiosos da Ámérica Latina, Itália, Portugal e Espanha é organizada pela GIR da Universidad de Salamanca (presidido pelo Professor Doutor J. Mª Hernández Diáz, com a presença de conferencistas convidados Marc Depaepe – Univ. Católica de Louvaina, Conrad Vilanou  – Univ. de Barcelona e Jean Louis Guereña – Univ. François Rabelais de Tours) decorreu nas instalações da Faculdade de Educação (Salamanca), nos dias 17 a 19 de outubro/19, tendo participado nele o Professor Doutor Ernesto Candeias Martins, do CeiED da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias.

Este evento visou analisar e aprofundar as influências belgas na educação e pedagogia em diversos países Iberoamericanos, de modo a compreender essa cultura pedagógica centro-europeia, que teve uma ampla ressonância na reestruturação de alguns sistemas educativos, divulgação do método dos centros de interesse, do catolicismo social e ação católica na educação, a influência da Universidade Livre de Bruxelas e Universidade Católica de Louvaina em muitos pedagogos, o movimento ‘paidológico’ e de pedotecnia, as escolas novas de Bruxelas, etc.   

O referido investigador apresentou uma comunicação ‘G. Rouma e Faria de Vasconcelos nas ‘Missões belgas’ (1909 a 1920): Dos ideais da Escola Nova à Reforma Educativa liberal boliviana’, que nos últimos anos tem dedicado a analisar a figura do pedagogista português António faria de Vasconcelos (1880-1939) e a sua influência na estrutura de ensino de formação de educadoras e professores na Bolívia, onde esteve entre 1917-1920. Participaram mais de 50 conferencistas investigadores de História da Educação, especialistas, inovadores e outros estudiosos de áreas afins de diversos países, que partilharam experiências e refletiram sobre essas influências belgas tiveram em muitos países Ibero-americanos. 

Por outro lado na Aula Salinas da Universidade de Salamanca o investigador do CeiED na sessão de apresentação de livros editados recentemente apresentou a sua obra ‘António S. Faria de Vasconcelos nos meandros do Movimento da Escola Nova: pioneiro da educação do futuro’ (Castelo Branco: Edição Câmara Municipal de Castelo Branco / Várzea da Rainha Impressores, 2019) com a presença de muito público que interagiram com questões sobre a figura, obra e pensamento deste escolanovista português.