Susana Goulart Costa

Nota biográfica

Susana Goulart Costa licenciou-se em História pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e doutorou-se em História na Universidade dos Açores, instituição onde é professora auxiliar desde 2004.

É investigadora integrada do CHAM; Coordenadora do Doutoramento em História Insular e Atlântica (séculos XV-XX); e Membro da Comissão Diocesana dos Bens Culturais da Diocese de Angra.

Concede particular atenção à História Religiosa, ao Património Cultural e á Museologia, área onde está a realizar um segundo doutoramento.

Tem 6 livros publicados a título individual e outros 4 em co-autoria, além de mais de 50 artigos, comunicações e textos de índole diversa.

Tem orientado diversas dissertações de Mestrado em História e em Património e teses de Doutoramento e pós-doc em História, bem como Estágios profissionais na área do Património Cultural no Ensino Superior.

Coordenou dois Projectos de Musealização e é uma das responsáveis pelo Projecto de Inventário do Património Móvel e Integrado da Diocese de Angra.

No campo da divulgação científica, para lá de mais de 10 cursos livres e formações, coordenou nove documentários sobre História dos Açores, de 50 minutos cada, realizados pela RTP e pela Universidade dos Açores em 2012, disponíveis aqui.

Já em 2013 foi autora e apresentadora de 45 episódios do Programa de História “Era uma Vez”, de 5 minutos cada, disponível aqui.

Grupo de investigação: Grupo 3 – Cultura, Memória e Território

Projeto individual de doutoramento

A Autenticidade do Objeto Museológico
Título
Judite Primo
Orientador

A Autenticidade do Objeto Museológico Resumo

A reflexão proposta para esta tese de doutoramento em Museologia pretende questionar o papel da memória e da autenticidade no processo museal, com particular ênfase para o objecto museológico, quer na sua componente material, quer imaterial.

Partindo de dois casos específicos (Casa das Memórias e Museu Vivo do Franciscanismo) irá discutir-se quais os pressupostos para a elaboração / criação de um museu: se a memória dos objectos ou a memória dos homens e o valor do esquecimento no percurso de salvaguarda dos bens culturais passíveis de musealização ou de patrimonialização.