Vlademiro Jorge Fortes Duarte


Nota biográfica

Vlademiro Jorge Fortes Duarte é Licenciado em Educação Social e Mestre em Ciências da Educação pela Universidade Lusófona do Porto (ULP).

Encontra-se a frequentar o doutoramento em Ciências da Educação na Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias onde irá investigar as questões de integração académica e social dos estudantes internacionais na Cidade do Porto, no âmbito do programa Erasmus.

Trabalha no Centro Nacional de Apoio à Integração de Migrantes do Porto (CNAIM), para o Alto Comissariado para as Migrações (ACM), desde 2010.

Interesses de investigação

  • Migração (estudantil) e interculturalidade
  • Internacionalização do ensino superior
  • Integração de estudantes internacionais e africanos
  • Aprendizagem em contexto multicultural
  • Sociologia da educação
  • Diáspora cabo-verdiana
  • Ensino Superior em Cabo Verde.

Publicações

Capítulos de livros

Duarte, Vlademiro; Delgado, P. 2015. “A integração académica e social de estudantes oriundos de Cabo Verde no Ensino Profissional Português. Um estudo na cidade do Porto”, Sensos 8, 2: 147 – 156.

Trabalhos académicos

Duarte, Vlademiro (2013). A integração académica e social de estudantes oriundos de Cabo Verde no Ensino Profissional Português. Um estudo na cidade do Porto. Dissertação de mestrado. ULP, Porto, Portugal.

Projeto individual de doutoramento

A Internacionalização do Ensino Superior: Estudantes internacionais na cidade do Porto – Erasmus Students: Studiyng and living in Porto.
Título

Resumo

Ao longo das últimas décadas a questão da internacionalização do ensino superior e da mobilidade académica entre Portugal, e a União Europeia, tornou-se num tema actual e central de vários debates sobre a educação. Responsável por mudanças no paradigma das políticas educativas dos países subscritores, desde à convergência europeia por parte das universidades, à diversificação das ofertas de ensino, à aposta na mobilidade como componente de aprendizagem ao longo da vida.

Em Portugal muito já se produziu sobre este assunto e em vários aspectos, por exemplo, a mobilidade dos estudantes dos países da CPLP e dos PALOP e outros países – Cuja maioria dos estudos e pesquisas existentes encontram-se circunscritas à identificação dos perfis e na integração socio-académica dos estudantes.
Quanto aos estudantes da UE, constatamos uma carência visível de estudos neste campo, esta escassez pode estar relacionada com o facto de o país não ser um dos principais destinos escolhidos pelos estudantes europeus.

Sabe-se que nos últimos anos os dados estatísticos dos programas de avaliação da mobilidade estudantil na UE, apontam para um crescimento assinalável do número de estudantes em mobilidade em Portugal, a cidade do Porto recebeu mais de 4 mil estudantes e investigadores e a tendência revela que este número poderá aumentar nos próximos anos.

Assim, é nossa intenção reflectir sobre a internacionalização das instituições de ensino superior, reflectir sobre o fenómeno da migração estudantil e sua influência nas políticas educativas dos países.

Procuraremos identificar o perfil dos estudantes e descrever as estratégias de integração adoptadas ao nível individual, académico, colectivo, económicos, sociais e institucionais.

Pretende-se ainda, fazer um apelo aos decisores políticos sobre a importância das questões culturais, sociais e académicas na integração, apresentar vectores de intervenção que possam contribuir para o aperfeiçoamento das novas políticas de mobilidade e integração de estudantes internacionais por parte das universidades.